9788417222598.jpg9788417222598.jpg
Como assaltar um banco
SKU: 4235
Adicionar aos favoritos
Série 7
Tema Thriller
Coleção Jovem Adulto

— Bem, essa primeira linha diz para meter todo o seu dinheiro no saco. Isto é da tua mãe, Dylan?

— Quer fazer um levantamento?

— Não — respondi. — É um… [...]

— Só quero comprar o saco do Frozen — anunciei, esquecendo-me momentaneamente de que tinha apenas oito pence. — O bilhete é para outra coisa. Não para ler. Obrigado.

Implacável, a velha mulher tentou ler mais um pouco. A seguir voltou a chamar a minha ex-professora.

— Tem uma arma? — perguntou ela. — Diz aqui que tem uma arma. Pelo menos, acho que é o que diz.

— Não. Apenas uma encomenda para mandar registada, por favor. — E então percebeu o que lhe tinham perguntado. — Uma quê?

— Eu tenho oito pence — intervim, tirando os trocos do bolso e empilhando-os no balcão.

— Uma arma? — perguntou a setora.

— É só uma história que estou a escrever. Pode devolver-me isso?

— Ah — fez a setora. — Tu e as tuas histórias. Não é preciso teres vergonha.

A velhota apontou para o bilhete.

Ele tinha um plano... mas mais nada

Será assim tão difícil levar uma vida de crime?

Um policial cheio de humor e rápido como um filme.

Algumas pessoas assaltam bancos porque são gananciosas.

Outras gostam da adrenalina.

Eu? Assaltei um banco por remorso. Mais especificamente: por remorso e por uma vela perfumada nepalesa.

Quando Dylan, de quinze anos, pega por acidente fogo à casa da rapariga que tenta impressionar, sente que apenas um gesto ousado poderá compensá-la. Um gesto como assaltar um banco para lhe pagar a nova casa. Só um emprego indesejado ao sábado, um gerente bancário tirânico e um trabalho de História inacabado se interpõem entre Dylan e o assalto do século. E, realmente, qual é a pior coisa que pode acontecer?