Autenticar  \/ 
x
Não tem uma conta? Registe-se
ou
x
0
Carrinho de compras
Não existem produtos no seu carrinho de compras.
9788491394471.jpg9788491394471.jpg
Recorda-me
SKU: 4263
Adicionar aos favoritos
Seja o primeiro a escrever uma crítica
Série 3914
Nº páginas 352
Coleção Romance Histórico
Formato disponível EBOOK, Papel
Formato eBook ePub
Disponível no iTunes
Disponible en Casa del Libro

A EMOCIONANTE HISTÓRIA REAL DA EXPEDIÇÃO QUE SALVOU MAIS DE QUATROCENTAS CRIANÇAS DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA.

Os jovens Marco, Isabel e Ana vivem em Madrid, estamos na primavera de 1937 e a cidade, que sofre bombardeios contínuos, está prestes a render-se às tropas de Franco. Os pais das crianças debatem-se entre a dúvida de tirar os filhos da cidade ou manter a família unida. Francisco, o pai, soube que o presidente Manuel Azaña está a organizar a saída do país de quase quinhentas crianças juntamente com o Comité Ibero-americano de Ajuda às crianças do Povo Espanhol. Depois de uma viagem agitada até Bordéus e da luta de Amparo para que as crianças embarquem na expedição, o Mexique sai do porto no dia 27 de maio, contudo, os perigos da viagem acabaram de começar.

Um livro tremendamente humano e real que descreve as peripécias de um grupo de crianças num barco até à sua chegada ao México, acolhidas pelo governo de Cárdenas. As «Crianças de Morelia» eram um grupo de 456 menores de idade enviado de Espanha para o México em plena Guerra Civil. O Comité Ibero-americano de Ajuda ao Povo Espanhol organizou tudo para tirar as crianças do país e tiveram de viajar em condições muito difíceis durante uma longa travessia até ao porto de Veracruz.

BISAC
FIC027000

«Mario Escobar, historiador e romancista multifacetado, salta do thriller para o romance histórico e do juvenil para o terror com uma facilidade e promiscuidade avassaladoras, transformou-se num autor capaz de abordar os temas que pareciam vetados a autores espanhóis.»

David Yagüe, 20 minutos

«Ilustra tanto o desprezo dos nazis pelos latino-americanos como o uso da deportação como arma política.»

Libertad Digital, sobre Prometeram-nos a glória

«O escritor Mario Escobar considera que há histórias que devem ser conhecidas pelo mundo e, entre elas, está a de Helene Hannemann, uma mulher que foi capaz de organizar uma creche no meio do horror de Auschwitz. Com ela, o autor recorda o genocídio cigano que foi “silenciado” durante muitos anos.»

El Diario.es, sobre Canção de embalar de Auschwitz

«Mario Escobar domina um segredo que conquistou a grande massa de leitores que determina a lista de livros mais vendidos e que foi adotado por outros autores como Carlos Ruiz Zafón, Ildefonso Falcones, Matilde Asensi, Javier Sierra e Julia Navarro...»

Con Ojo de Lector Nova Jérsia, Carlos Espinosa

«Escobar encontrou um dos segredos deste mercado editorial online.»

ABC Cultural, Laura Revuelta

Comentários

Ainda não há comentários para este produto.
HarperCollins Ibérica
HarperCollins Ibérica
HarperCollins Ibérica

Ir para o início